segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Volkswagen faz 500 mil Golf no Brasil

A Volkswagen comemorou esse mês a produção de 500 mil unidades do Golf na fábrica de São José dos Pinhais, Paraná. A quarta geração do hatch médio é produzida lá desde 1999, após ter sido importado para o país durante os cinco anos anteriores.
Atualmente, o Golf é vendido com motores 1.6 e 2.0 8v, com opção do câmbio Tiptronic de seis marchas para o mais potente. A fábrica do Paraná também produz o Fox, o CrossFox e o Fox exportado para a Europa. De lá também saiu o Audi A3 nacional, feito entre 1999 e 2006.
Fonte: Motor Dream

Novo Gol Rallye

O Novo Gol Rallye, a mais recente versão do modelo Volkswagen, apresenta maior altura livre em relação ao solo, pneus 205/55 R15, design diferenciado e acabamento interior exclusivo, em tonalidades escuras. A versão traz de série itens como sensor de estacionamento, abertura elétrica da tampa traseira e espelhos retrov...isores externos com sinalizadores de direção.


Confira o comercial do lançamento do Novo Gol Rallye:

video

Mais informações sobre o Novo Gol Rallye no site http://www.golrallye.com.br/

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Novo Volkswagen Passat já tem data para chegar no Brasil

O novo Volkswagen Passat já tem data prevista para chegar ao mercado brasileiro. Segundo a marca o modelo começará a ser importado em maio, ajudando a reforçar o mercado brasileiro ao lado do Novo Jetta.



A nova geração do modelo já vem com as novas características da marca, como a nova grelha que já equipa a nova geração do Tiguan. No mercado brasileiro o modelo deverá ser oferecido por R$ 100 mil, mantendo o mesmo preço do segmento. O modelo deverá ser equipado com um motor de 2.0 litros que rende 211 cavalos de potência, ligado a um câmbio automático de dupla embreagem (DSG) com seis velocidades. No seu interior o modelo também foi bastante reestilizado, seus bancos foram totalmente redesenhados e seu painel recebe um revestimento com material de melhor qualidade.
Fonte: Carango

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

VW Golf volta a ter versão conversível

Os europeus nunca esconderam sua predileção por carros conversíveis. Embora o clima de alguns países nem sempre favoreça andar sem capota, os carros com teto removível têm uma aceitação bastante grande. Em Genebra, a Volkswagen promove o retorno de um de seus modelos mais famosos no Velho Continente, o Golf Cabriolet.



O carro segue as linhas da sexta geração do hatchback, lançada em 2008. As diferenças aparecem no para-brisa mais inclinado e no desenho da linha de cintura, ligeiramente mais alta que no hatch. A traseira também se destaca pelos traços harmoniosos, com as mesmas lanternas com LEDs do Golf GTI. Já a capota de tecido tem acionamento elétrico e pode ser aberta ou fechada a até 30 km/h.
O Golf Cabriolet é equipado com vários itens de segurança, como barra santantonio que se ergue na iminência de um capotamento, airbags laterais (que protegem cabeça e tórax) e airbag para proteção do joelho do condutor. O carro será oferecido com uma ampla gama de motorizações, com potências que variam entre 105 cv e 207 cv.
A transmissão DSG (com dupla embreagem) estará disponível na maioria das versões e o Golf Cabrio ainda possuirá uma versão BlueMotion, voltada para economia de combustível. Os preços do Golf Cabriolet vão começar em 23.625 euros na Alemanha.
Fonte: Quatro Rodas










SpaceCross pode chegar ao Brasil em 2011

A Volkswagen havia prometido uma série de lançamentos de veículos para o Brasil em 2011. Um deles é o SpaceCross (nome ainda especulativo), que começará a ser fabricado no mês de junho, em uma unidade da montadora alemã na Argentina, de onde será exportado para o nosso país.




A notícia é do site Autoblog Argentina. O modelo é uma versão com características off-road do SpaceFox, e a expectativa é de que ele chegue ao país no segundo semestre, para concorrer com o Fiat Palio Adventure.
De acordo com a fonte, o SpaceCross terá estepe externo, na tampa do porta-malas, parachoque parecido com o do CrossFox, estribos nas laterais e diversos adesivos identificando a versão.
Além disso, ele deverá ter o motor Flex 1.6 litro, V8, com a opção de escolha entre a transmissão manual ou automática, ambas de cinco velocidades. O propulsor gera 104 cv de potência e 15,6 kgfm de torque. 
Fonte: Carro BonitoA notícia é do site Autoblog Argentina. O modelo é uma versão com características off-road do SpaceFox, e a expectativa é de que ele chegue ao país no segundo semestre, para concorrer com o Fiat Palio Adventure.
De acordo com a fonte, o SpaceCross terá estepe externo, na tampa do porta-malas, parachoque parecido com o do CrossFox, estribos nas laterais e diversos adesivos identificando a versão.
Além disso, ele deverá ter o motor Flex 1.6 litro, V8, com a opção de escolha entre a transmissão manual ou automática, ambas de cinco velocidades. O propulsor gera 104 cv de potência e 15,6 kgfm de torque. 
Fonte: Carro Bonito

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Novo Tiguan 2012: novas fotos e detalhes

A Volkswagen divuglou hoje novas fotos e informações sobre a versão 2012 do Tiguan. O visual mantém o estilo atual da marca, que busca unificar a aparência de todos os seus modelos, especialmente na seção dianteira. Com lançamento oficial marcado para o Salão de Genebra, em março, o novo Tiguan contará com uma nova opção de motor 2.0 TSI de 212 cv de potência. A VW ainda afirma que, na lista de motores, há três novos turbo com potências de 123 cv a 212 cv, enquanto as opções a diesel alcançam até 174 cv.

Entre as outras poucas informações divulgadas, estão as características de segurança, reforçadas por um novo sistema de detecção de desgaste, sistema de iluminação dinâmica inteligente e um novo sistema de travamento eletrônico de diferencial. As vendas devem começar na Europa ainda no final do primeiro semestre deste ano.
Fonte: Auto Esporte.





Mais fotos do Passat CC R-Line

Confira mais fotos do Novo Passat CC R-line está chegando às concessionárias da Rede Volkswagen. A versão R-line traz uma série de ítens que destacam o seu lado esportivo, entre eles: Spoilers dianteiros e laterais, rodas de liga leve de 18″ e volante esportivo.
O Passat CC R-Line vem com lanternas escurecidas, câmera de ré e controle de velocidade e distância. No interior, os bancos são de couro, os dianteiros tem regulagem elétrica, o volante esportivo de três raios te acabamento de couro e comandos multifuncionais.
No sistema de segurança o sedã vem equipado com 6 airbags, sensor de chuva, acendimento automático de faróis e freio de estacionamento eletrônico. O Passat chega ao preço de R$ 189.130,00.





quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Racha Tarumã tem noite especial para VW


Fusca, Passat, Gol, Saveiro e outros modelos da marca Volkswagen mostrarão a velocidade e força em mais uma edição do Racha Tarumã, no circuito de Viamão. O evento acontece na noite da próxima sexta-feira, 18 de fevereiro. O Autódromo Internacional de Tarumã organiza a segura e mais antiga competição de rachas do Brasil, a competição tem disputas realizadas uma vez por semana.

Os motoristas de Volks poderão entrar de graça para correr nesta disputa na sexta-feira. Além do ronco dos motores e da festa na pista, o público terá o show de manobras radicais das cadeiras elétricas de Márcio Pimentel e Valter Marquetti.

O Racha Tarumã é realizado há mais de dez anos e é a opção certa para quem gosta de acelerar com segurança. O ingresso custa R$10 por pessoa e está a venda na bilheteria do autódromo. O Racha inicia às 21h. Mais informações no site do evento: http://www2.rachataruma.com.br/inicial/index.php
Fonte: FinalSports

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

VW Brasilia vai virar Hot Wheels

Depois do Volkswagen SP2, outro carro totalmente projetado no Brasil será reproduzido pela Hot Wheels. A Brasilia ganhará sua versão em escala 1/64 na linha 2011 dos carrinhos fabricados pela empresa de brinquedos Mattel.



O blog T-Hunted foi o primeiro a conseguir uma imagem exclusiva de um esboço da futura miniatura. A novidade foi apresentada em um pôster que aparentemente foi distribuído a alguns lojistas dos Estados Unidos. Segundo alguns colecionadores, a versão final da miniatura da Brasilia deve ter diferenças em relação à ilustração, principalmente em detalhes como o desenho das rodas.

No ano passado, QUATRO RODAS conversou com Phil Riehlman, designer da Hot Wheels. Após a entrevista, Riehlman se mostrou bastante interessado nos carros fabricados no Brasil e perguntou sobre os modelos mais vendidos por aqui em várias épocas.

Entre os carros que despertaram a atenção do designer, Phil gostou dos modelos da Volkswagen (como o Gol e a própria Brasilia) e afirmou que conhecia bem o Chevrolet Opala, carro que marcou a vida de muitos motoristas brasileiros.
Fonte: Quatro Rodas

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Volkswagen apresenta Golf Variant Van na Europa

Enquanto a maioria das marcas aposta nos mesmos modelos do ano passado, a Volkswagen apresenta uma nova ideia que pelo visto agradou ao mercado europeu. Como todos sabem o Golf é um dos modelos mais vendidos no mercado europeu e a marca apresentou uma nova ideia para os consumidores europeus.



Se trata do novo Golf Variant Van, que traz um design de perua se parecendo muito com o Space Fox brasileiro. Segundo fontes o modelo será focado nos consumidores que tem família, saindo um pouco do ar de esportividade do Golf atual. De baixo do capô, o modelo vai contar com duas opções de motorização, sendo a primeira opção um motor de 1.6 litros TDI CR que rende 90 cavalos de potência, a segunda opção é um motor também de 1.6 litros TDI que rende 105 cavalos de potência.
Fonte: Carango Blog

Passat CC R-Line chega por R$ 189.130

Versão esportiva do sedã com jeito de cupê vem com motor V6 de 300 cavalos.
Apresentado ao público brasileiro durante o último Salão Internacional do Automóvel, em outubro do ano passado, o Volkswagen Passat CC R-Line já está à venda no Brasil pelo preço sugerido de R$ 189.130.




Entre outros detalhes, o carro vem com spoilers dianteiro e laterais, rodas de liga leve Mallory com 18 polegadas de diâmetro com pneus 235/50R e volante multifuncional esportivo. Na lista de equipamentos ainda há lanternas traseiras escurecidas, sistema Park Assist com câmera de ré e ACC – Controle Automático de Velocidade e Distância.


No conjunto mecânico, o motor V6 tem 3.5 litros de cilindrada e gera 300 cavalos de potência e 35,6 kgfm de torque a 2.400 rpm. O câmbio é seqüencial de seis marchas e dupla embreagem. Segundo a Volkswagen, o Passat CC R-Line é capaz de atingir 250 km/h e acelerar de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos. O sedã é o primeiro modelo da linha R da marca alemã a ser vendido oficialmente no Brasil. Além do Passat CC, Golf, Scirocco, Tiguan, Touareg, Passat e Passat Variant são preparados por uma divisão especial da marca, composta por 350 pessoas.
Fonte: Auto Esporte

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Volkswagen Jetta tem detalhes confirmados para o Brasil


No início, o modelo chega em sua versão mais cara equipada com o mesmo motor do Tiguan, o 2.0 TSI de 200 cavalos de potência, que estará associado ao câmbio DSG de dupla embreagem com seis velocidades. Para conter possíveis abusos do motorista o modelo contará com controles de tração e estabilidade.




Outros equipamentos:
◦Seis Airbags (frontais, laterais e de cortina);
◦Rodas de liga leve 17″;
◦Teto solar elétrico;
◦Ar condicionado Climatronic Dual Zone;
◦Rádio RCD 510 com tela touch screem, disqueteira para 6 CDs, entrada para cartão SD e iPod, e visualização dos sensores de estacionamento;
◦Revestimento do interior em couro, inclusive o volante;
◦Sensor de chuva;
◦Retrovisor eletrocrômico;
◦Bancos dianteiros com aquecimento e o do motorista conta com ajustes elétricos.



É claro que esse pacote de equipamentos apenas deverá ser encontrado na versão mais cara. Mas é possível ter uma noção de que a Volkswagen continuará mirando no Ford Fusion. Com isso, é provável que os preços das versões equipadas com o motor turbo tenham preços entre os R$ 80 mil e R$ 100 mil. As versões equipadas com o motor 2.0 flex chegarão mais tarde, ainda que a Volkswagen não tenha citado esta versão. Ele terá garantia total de 3 anos.
Fonte: Auto Segredos

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Gol ganha cara nova em 2011

Líder de vendas segue os passos do Fox
Quem achou que a concorrência apenas observaria a chegada do novo Palio ao mercado se enganou. E a primeira a dar mostras de reação é a Volkswagen, que prometeu 23 lançamentos para 2011. Descontando os modelos importados, as versões, como a Cross da SpaceFox, e as reestilizações, como a do Polo, a  mudança de maior impacto será a adoção da nova dianteira da marca pelo VW Gol.



Ainda que seja sutil, com a adoção de novos faróis, grade dianteira, lanternas e para-choques, que ficam parecidos com os do Fox, a alteração afeta o modelo mais vendido da marca alemã no país, ou algo em torno de 25000 carros por mês. Com a linha inteira se transformando, a dianteira atual do Gol corria o risco de envelhecê-lo demais diante dos concorrentes, por mais que o hatch tenha sido apresentado há relativamente pouco tempo, em julho de 2008, há pouco mais de dois anos.



Entre as mudanças, os faróis ganharão o formato trapezoidal dos novos produtos da Volks. Os parachoques trocam as linhas arredondadas por vincos. Os traseiros, além de vincos, receberão os refletores de luz inferiores que o novo Fox tornou conhecidos. Quanto às lanternas, o grafismo também será alinhado ao dos novos produtos da marca, com uma espécie de vírgula como lanterna, um hífen para as luzes de freio e linhas bem finas para a luz de ré e para os piscas. Mudanças bem pontuadas.
Não espere por alterações na motorização ou no interior, já de acordo com o que a Volkswagen quer que o Gol seja. Se houver mudanças, serão pequenas. Os novos motores EA211, sobre os quais parte da imprensa nacional já deu notícia, só irão estrear sob o capô do Lupo, segundo nossas fontes. Em outras palavras, só em 2014.
Fonte: Quatro Rodas

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Volkswagen Up! terá versão com consumo de 40 km/litro

Aproveitando a tecnologia híbrida do conceito XL1, a Volkswagen pretende criar um Up! Blue-e-motion capaz de fazer 40 km/litro de diesel. O futuro popular da Volks terá o mesmo motor dois cilindros turbo diesel de 800 cc com 47 cv e motor elétrico de 27 cv. Para tirar o máximo proveito desse pequeno conjunto híbrido, o Up! blue-e-motion terá transmissão DSG com sete velocidades.

O modelo também vai receber um pacote de baterias semelhante ao do XL1. No entanto, a Volks não adiantou para quando pretende lançar essa versão do Up! Na linha de produtos de entrada, o Up! é a principal arma da montadora alemã para continuar ostentando o filosofia que dá nome a empresa.
Fonte: Notícias Automotivas

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Comparativo: Uno Way X Gol Rallye

Uno Way e Gol Rallye fogem do cinza. Eles trazem cores vibrantes e uma receita leve de off-road, para quem gosta de sair do asfalto.

As diferenças técnicas não são muitas. Os veículos aventureiros costumam ser variações muito leves de suas versões normais. Às vezes a carroceria é um pouco mais alta. Eventualmente os pneus são trocados. Mas o que conta é o visual, e nisso a dupla verde e amarela desse comparativo se destaca. Há seis meses, o Uno causava frisson no trânsito, por ser novidade.
Hoje, o modelo da Fiat é figura fácil nas ruas. Mas saia com o Uno Way 1.4 (R$ 32.480) verde e você volta a ser atração. O mesmo vale para o Gol Rallye 1.6 (R$ 40.700) amarelo. Seja pelos adereços, seja pela cor, eles se destacam do padrão cinza e prata que toma conta da cidade, estampando carros e prédios. Nosso embate começa na cidade e faz uma leve incursão na terra. Mas só para adicionar um pouco mais de mato verde e terra marrom à paisagem. Enfim, para fugir do cinza.




Começando pelo visual, a briga já parte em alto nível. Ambos investem na caracterização aventureira, mas sem exageros. Os para-choques, a grade, as molduras nas caixas de roda e as largas faixas laterais sem pintura deixaram o Uno com jeito de carro menos comportado, mais jovial. Idem para o rack no teto. A Volkswagen adotou mais ou menos a mesma receita, mas mudou um pouco o tempero. Em vez de manter o para-choque inteiro sem pintura, no Gol apenas a parte inferior é preta. As molduras de caixa de roda também foram adotadas. Os faróis auxiliares são enormes (como no CrossFox), e o aerofólio recebeu uma extensão de plástico preto. Ambos vêm com lanternas e faróis escurecidos. O Uno transmite mais simpatia, enquanto o Gol passa ideia de maior agressividade.



Antes de vasculhar o interior, vamos ver o que eles escondem sob a carroceria. O Uno Way é 1,5 cm mais alto que os modelos normais, por causa dos pneus com banda lateral maior (Pirelli Scorpion 175/70 R14, de uso misto). Com seus 19 cm de altura livre, consegue bom desempenho na terra, com menor possibilidade de raspar em obstáculos. O Gol Rallye é 2 cm mais baixo que o Uno (17,1 cm de altura), mesmo sendo 2,8 cm mais alto que o modelo normal.

Nosso rápido passeio pela terra revelou que o Uno oferece maior aderência, por conta dos pneus de uso misto. No Gol, os Pirelli P7 205/55 R15 são mais urbanos que eu. Durante a sessão de fotos, Ricardo Fiorotto, diretor de arte, confirmou que na terra solta eles perdiam aderência mais facilmente que os do Uno. Mas Fiorotto ficou com a impressão de que a suspensão do Gol estava mais firme e adequada para uso off-road. O Gol balança menos nas curvas, e permite melhor controle.

Faz sentido: enquanto o Way tem a mesma suspensão (macia) da linha Uno, o Gol Rallye passou por alterações mais profundas. Amortecedores, molas, barra estabilizadora e até o eixo traseiro foram trocados. Tudo isso para reforçar o conjunto e manter a dirigibilidade, apesar da maior altura. Andando, a gente constata que o objetivo foi alcançado. O Gol Rallye é firme em curvas e retas, e tem a direção precisa. O Uno balança mais.





Falando em direção, vamos entrar para ver se a bela impressão causada pelos dois do lado de fora continua por dentro. Ambos são modernos, mas o Uno tem soluções mais joviais, alegres. O Gol segue uma linha mais sóbria e funcional. Os instrumentos do painel, por exemplo, acompanham o conhecido esquema da marca: velocímetro e conta-giros lado a lado, com display central para informações do computador de bordo. A diferença, no caso do Rallye, é que o grafismo é branco, e o display é vermelho. No Uno, a forma levou vantagem sobre a função. Explico: o quadro de instrumentos é belo e inusitado. Todo mundo que viu elogiou. Mas o conta-giros (analógico) é pequeno, assim como as barrinhas digitais que indicam o nível de combustível.

O acabamento é apenas razoável em ambos. Os dois empregam plástico rígido no painel, mas ambos vêm com laterais de portas parcialmente revestidas de tecido. O revestimento dos bancos repete a filosofia de cada marca: mais alegre no modelo de origem italiana; mais recatado no alemão. As costuras dos tecidos, porém, revelam mais cuidado e precisão no VW. 




Em termos de desempenho, o Gol não dá a menor chance ao Uno. Com motor 1.6 VHT (104 cv com álcool), o Rallye fez 0 a 100 km/h em 11,4 segundos. Com motor 1.4 de 88 cv, o Uno Way precisa de 2 segundos a mais para alcançar essa velocidade (13,5 s). Além disso, o modelo da VW tem funcionamento mais silencioso, evidenciando que o cuidado com o isolamento acústico foi superior.

Em baixa rotação, o Uno mostrou aceleração irregular, fazendo com que às vezes ele respondesse aos trancos. Não apresentou a mesma linearidade de funcionamento dos outros Unos que passaram pela redação, e ficou muito longe da suavidade do Gol. Em compensação, o Fiat foi mais econômico: fez média de 9,0 km/l com álcool entre cidade e estrada, número que caiu para 7,6 km/l no Gol.

Quanto ao câmbio, outro show do VW. A transmissão MQ200 do Gol oferece engates macios e precisos. Tem a mesma relação dos demais Gols, mas, para compensar o pneu maior, a relação do diferencial foi encurtada. Assim, praticamente não houve alteração no desempenho. No Uno, os engates não são tão precisos, e a alavanca tem curso um pouco longo. Nele, houve redução tanto na relação do diferencial como na da quinta marcha. O efeito colateral é que a 120 km/h o motor "grita" a 4.000 rpm (3.250 giros no modelo da Volkswagen).
Ambos estavam com cerca de 9 mil km rodados, mas o Uno evidenciou mais problemas para um carro tão novo: a regulagem manual do retrovisor direito estava quebrada, e a luz do freio no painel ficava piscando o tempo todo. No Gol, o botão do vidro elétrico também estava enroscando.
Gostei da eficiência do desembaçador elétrico dianteiro do Fiat. Tem filetes praticamente invisíveis, mas quando acionado desembaçou rapidamente o para-brisa. É equipamento opcional, para modelos sem ar-condicionado.



A posição dos botões dos vidros do Uno, no painel, não é a ideal, mas também não compromete. No Fiat, não há controles de som no volante, ao contrário do que ocorre no VW. Opcionalmente, o Gol pode vir com o ótimo volante que começou no Passat CC, e hoje está em boa parte da linha. Ele abriga os comandos do som, computador de bordo e do câmbio automatizado (I-Motion, opcional).
Além disso, o revestimento escuro do teto confere um aspecto bem esportivo ao interior do Gol. Deixa o carro "mais quente". O problema é que nesse carro "mais quente" o ar-condicionado é opcional (aliás, em ambos). Por R$ 40 mil, o ar até que poderia ser de série. Essa disputa ele leva, mas fica aí a dica para a VW. Que tal um refresco para quem comprar o Rallye?
Fonte: Auto Esporte


Detalhes do Novo Tiguan

Utilitário esportivo passou por leve reestilização
Um dia após uma foto do novo Tiguan ter sido “acidentalmente” colocada no site da Volkswagen, a empresa divulgou as imagens e detalhes oficiais do SUV. Entre as mudanças, o Tiguan ganhou uma nova dianteira, que conta com novos faróis com iluminação por LEDs, grade dianteira renovada (seguindo a já tradicional identidade de estilo da VW) e para-choques com desenho diferenciado. Na traseira, as lanternas perderam os contornos arredondados e os elementos circulares foram trocados por outros de formato retangular, como no Touareg.

O interior se manteve praticamente o mesmo, com exceção de novos revestimentos de bancos e painéis de porta. Na Alemanha, o Tiguan 2012 terá um preço inicial de 24.175 euros no caso da versão Trend & Fun 1.4 TSI, que entrega 122 cv. A apresentação oficial do modelo será realizada no Salão de Genebra, em março.
Fonte: Quatro Rodas




sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Gol Vintage

Gol Vintage chegará por R$ 52.180
Hatch tem edição limitadíssima em 30 unidades e traz guitarra no porta-malas
Dez meses após sua primeira aparição, no evento em comemoração dos 30 anos do Gol, a série especial Vintage chegará às concessionárias da Volkswagen no Brasil. Em edição limitada de apenas 30 unidades, o hatch personalizado será oferecido por R$ 52.180. Apenas algumas revendedoras selecionadas receberão o carro que deverá ser adquirido por meio de encomenda especial. Por se tratar do modelo mais vendido no país, a disputa com certeza será grande entre colecionadores.




O carro foi desenvolvido em parceria com a fabricante de instrumentos Tagima e um dos destaques está no porta-malas: uma guitarra pintada com as mesmas cores do carro. A carroceria branca traz adesivos de faixas sobre o teto e nas laterais, ostentando o nome da versão. Uma faixa na tampa traseira contrasta com as rodas de aro 17”, também com pintura na cor preta e molduras brancas. Os bancos também foram personalizados, com costura na cor branca.


Fonte: Auto Esporte

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Comerciais . New Beetle e Novo Passat

Confra os comerciais que a Volkswagen preparou para o lançamento das novas gerações do New Beetle e do Novo Passat nos Estados Unidos. Os comerciais serão lançados no Super Bowl.

video


video

Volkswagen SpaceCross: chega em junho

Demorou bastante, mas ainda vai chegar. A Volkswagen SpaceCross vem aí, com lançamento previsto para o meio do ano, em junho. A versão aventureira da SpaceFox foi mostrada como o conceito SpaceFox Crossover no Salão do Automóvel de 2006, só que a versão que ganhará as ruas deverá ser ainda mais alta.



Segundo um flagra da revista Quatro Rodas, a SpaceCross terá 53 mm a mais de altura livre em relação ao solo do que a versão normal. Diferentemente do CrossFox, a SpaceCross não deverá ser tão radical, com tantos detalhes em plástico e estepe na traseira.
O estilo será mais conservador. Do CrossFox virão apenas o parachoque dianteiro, as faixas e as saias laterais.
Fonte: Notícias Automotivas.